Como saber que fui batizado com Espírito Santo?

espirito-santo-deusOuvi esta pergunta em uma escola para lideres, e percebi que a dúvida daquele membro também e a dúvida de inúmeros outros das mais diversas igrejas. Buscando entender o motivo da pergunta daquele membro, percebi que a preocupação a tal pergunta era referente ao dom de falar em línguas. E aqui devemos fazer uma separação, pois o dom de falar em línguas e receber o Espírito Santo são coisas totalmente distintas.

Inúmeras são as experiências dos pregadores que dizem terem recebido o Espírito Santo, uns falam que sentiram um forte calor que os queimavam, outros dizem que veio um forte vento que bateu em seu peito e os jogaram quatro, cinco metros de distância. Há também aqueles que não sentiram nada, nem um arrepio se quer.

Porém para ter o Espírito Santo, precisamos primeiro saber que somos pecadores desde o nascimento, e a tendência do nosso corpo e sempre querer o que é carnal, e se não tivermos um bom ensino das sagradas escrituras quando ainda criança, a tendência para nossa vida é de nos envolver com este mundo perverso e cheio de concupiscência. Por outro lado, quando Jesus nos chama, Ele prepara nosso corpo para que possamos receber o Espírito Santo.

Apocalipse 3:20 o Senhor diz que está a porta e bate, sendo necessário que ouçamos a voz, e abrindo a porta, Ele entra e ali faz morada, compreendendo que o Espírito Santo não entra a força, e também não arroba a porta para entrar, assim como descrito em Zacarias 4 no verso 6. Só que para Ele habitar em nós, João 16:8 diz que Ele nos convence do pecado, e então nos guia pelo Espírito da verdade levando-nos ao arrependimento.

Mas lamentável são os caminhos que a igreja atual toma a cerca deste assunto. Estão tão perdidos, achando estarem certos, todavia são iludidos por espíritos enganadores, e ensinam tantas heresias, que fazem ir para o inferno quem realmente quer ser salvo. Estão baseados em um retetê que sabe lá de onde veio, e só aceitam uma pessoa batizada no Espírito Santo se ela falar em língua estranha.

Já as escrituras fala do batismo com água e do batismo com o Espírito Santo. O batismo com água de João Batista era para arrependimento de pecados, já o batismo com o Espírito Santo é um revestimento de Deus, para que o cristão seja guiado nas verdades bíblicas.

E assim em diversas passagens, vemos a maravilha do mover do Espírito Santo. No livro de Atos e onde encontramos diversos derramamentos do Espírito, ora uns eram batizados com água e depois oravam para receberem o revestimento do Espírito Santo, outrora uns eram batizados com água e recebiam de imediato o batismo no Espírito Santo, e em outro momento como em Atos 10:44-47, Pedro estava anunciando Jesus, quando veio sobre os gentios o Espírito Santo e depois deste revestimento, foram batizados com água.

E para que serve o Espírito Santo?

espirito-santoO Senhor Jesus fez uma promessa, em João 14:16 Cristo diz que iria para junto do Pai e rogaria a Ele que enviasse o Consolador. Este Consolador, que é o Espírito Santo, seria enviado com o propósito de ensinar todas as coisas, pois e Ele quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo, e assim capacitando e conduzindo a igreja na palavra do Senhor, para que a mesma pregue o evangelho do arrependimento e da salvação.

Em João 16 a partir do versículo 7, Jesus diz que o Espírito, guiará em verdade aqueles que o recebem, e quando falar, não falará de sim mesmo, mas terá a direção de Deus para falar e anunciar o evangelho. Portanto se você recebeu o Espírito Santo, você sabe que O recebeu. Primeiro que seus atos, sua vida, todo o seu ser muda. Suas paixões, seus desejos, e prazeres já não seus, e você já não vive conforme o mundo porque a transformação sempre e necessária, afinal seu corpo e templo do Espírito Santo.

Acerca dos dons espirituais

Mas observo que existem vários estudos acerca do Espírito Santo e dos dons espirituais. E dentre este estudos existe quem defenda a contemporaneidade dos dons e há quem seja contrário. A meu ver, os dons existem sim, e são eles necessários para o aperfeiçoamento dos cristãos, chamados para serem santos, e para que a obra do ministério tenha comunhão com o Pai, para edificação e fortalecimento da Igreja e assim cheguemos à estatura completa de Cristo.

No entanto no meio de nós, irmãos em Cristo, existe uma serie de erros doutrinários a cerca deste assunto. E que ao invés de fortalecer a igreja, somos enganados por homens astutos que fraudulosamente nos enganam com este vento de doutrina.
Para esta questão aqui abordada, devemos fazer um análise sistemático sobre o assunto e compreender o que realmente as escrituras dizem, afinal sabemos que e por falta de conhecimento que os cristãos padecem.

As escrituras devem ser compreendidas por completo em seu contexto e não em parte retirando versículo aqui e outro ali. E por isso vemos o surgimento de tantas igrejas, primeiro porque elas divergem entre seus líderes, e assim como Lutero, a igreja sempre escolhe em excluir aquele que traz questões ao debate e nunca entram em um consenso.

Existem no meio de nos pessoas que preferem buscar estudos de autor ou escritor para embasar seus ensinos, fazendo das experiências humanas mais valiosas do que as escrituras. Eu porém prefiro trazer as sagradas escrituras e a sim deixar que elas digam e nos esclareçam.

Entretanto, falando sobre os dons espirituais, existe um dom em especifico em nossos dias que erroneamente e colocado como busca do Espírito Santo; o dom de línguas. O uso deste dom é feita de maneira errada e contrária aquilo que a Bíblia nos ensina. Atos 2 e o primeiro relato sobre este dom. Porém um pouco antes, Jesus falou para que apóstolos ficasse em Jerusalém até que o Senhor enviasse o consolador, e assim aconteceu, o Espírito Santo veio sobre eles para os orientar e conduzir-los na pregação do evangelho.

Jesus também lhes entregou um mandamento, em Marcos 16:15, Jesus tinha dito para eles irem por todo o mundo, pregando o evangelho a toda criatura. Fato que ocorreu a partir do momento em que foram revestidos do Espírito e receberam de bom agrado o dom de línguas para que o evangelho fosse anunciado a outros povos em outros idiomas. Então assim Atos 2 a partir do versículo 5, um outro acontecimento deixa atônitos a multidão que ouvia os discípulos, pois eles falavam das maravilhas do Senhor e da Redenção de Jesus na cruz, e os estrangeiros que estavam em Jerusalém, os escutavam cada um em seu idioma materno.

Compreendesse também que este acontecimento foi uma pequena amostra da pregação do evangelho nos dias de hoje, onde todas as nações teriam as sagradas escrituras cada uma em seu próprio idioma, seja em português, inglês, alemão, francês, japonês assim como tantos outros idiomas.

Em I Coríntios 12:4-11, Paulo nos orienta acerca da diversidade dos dons, e que os mesmos são manifestações do Espírito que é concedido a cada um visando a um fim proveitoso. No versículo 12 deste mesmo capítulo Paulo diz que a igreja e semelhante ao corpo e têm muitos membros, assim o braço, a perna, joelho e cada membro do nosso corpo exerce uma função, assim os dons também são distribuídos entre os membros das igrejas, para que cada uma exerça uma função no ministério. Mas por outro lado as igrejas e os membros delas estão tão preocupados com o dom de línguas que acabam por esquecer da total importância dos outros dons.

Outra orientação de Paulo, agora no capítulo 14 de I Coríntios, nos exorta a seguir com amor e procurar com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profecia. E segue dizendo que aquele que fala em outra língua edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja. No versículo 13, podemos ver que Paulo orienta aquele que fala em outra língua para que ore e assim possam interpretar. No versículo 14 diz que orar em outra língua, o nosso espírito ora bem, mas o nosso entendimento fica sem fruto. Já no versículo 19, Paulo prefere falar cinco palavras na igreja pela sua própria inteligência, para que possa instruir aos outros, do que falar dez mil palavras em outra língua.

Porém o que posso ver e que parte das escrituras foram simbolicamente arrancadas de nossas Bíblias, principalmente a parte que fala sobre a necessidade de ordem no culto. O que se vê em nossas igrejas, e um grande show pirotécnico, onde os lideres usam e abusão das frases feitas, do tipo se você é pentecostal ai faça barulho, grite bem alto, fale em mistério, fale isso para o seu irmão ao lado, pule, salte, porque pentecostal que não faz barulho esta com defeito de fabricação. E assim acabam esquecendo a orientação de Paulo em I Coríntios 14:27-28, que diz se alguém falar em outra língua, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e que haja intérprete. Se assim não houver intérprete, e melhor que fiquemos calados, falando consigo mesmo e com Deus.

Assim como Paulo no versículo 39, digo aos irmãos que de nenhuma forma os proíbo de falar em línguas, e se querem saltar, pular, bater palmas que seja movido pelo Espírito Santo de Deus, para honra e glória de nosso Senhor, assim como foi com Davi quando estava trazendo a arca. Porém faça o que o Espírito lhe dizer para fazer e não porque o pregador lhe pedir ou lhe força a fazer, fazendo lhe passar vergonha e ate lhe causando constrangimento perante toda igreja lhe chamando atenção. Lembre-se de usar os dons decentemente e com ordem, para o crescimento e fortalecimento espiritual da igreja.

Por: Dayan Lima – Ministério Eu Sou Livre

Leia também...



COMENTE USANDO O FACEBOOK


Deixe uma resposta